sexta-feira, 1 de junho de 2012

Pimentão recheado na casa da Rita

A gente sempre fala sobre o jantar, mas acho que a hora do almoço durante a semana também merece alguma consideração. Mais do que matar a fome, acho que o objetivo dessa pausa no meio dia do  também é desligar a cabeça da rotina e relaxar. Por isso, sempre que dá dou uma fugidinha pra almoçar na casa da minha mamãe, que é perto do escritório. Com um único e triste porém: a Ritinha não estava, como é de costume (buá). O menu foi bem simples, como pede a ocasião: pimentão recheado e arroz integral. Comprei um único pimentão verde (que mais tarde percebi ter se transformado em 1,5kg de pimentão vermelho e custado R$ 9,84, de acordo com a nota do mercado. Ainda vou voltar lá para reclamar!), uns 300 gr. de carne moída e meia garrafa de vinho tinto Cabernet Sauvigon, daquela linha Club des Sommelier. O preço é muito atraente e a qualidade do vinho... bom, é condizente com o preço. Não chega a ser ruim, mas também não é daqueles que eu voltaria a comprar por livre e espontânea vontade. Resumindo: se tiver, eu bebo. Se eu for escolher, certamente comprarei outro. Mas, enfim, poder tomar um vinhozinho na hora do almoço já está de bom tamanho. Continuando:  para fazer o recheio do pimentão, refoguei meia cebola na manteiga e juntei a carne moída, mexendo sempre para a carne ficar bem soltinha. Deixei a carne cozinhar e adicionei meio copo de água bem misturado com amido de milho (tem que misturar até ficar um líquido uniforme). Mexi um pouco e esperei até que a carne ficasse meio empapadinha, com uma certa "liga". Lavei o pimentão, cortei a tampa e coloquei bastante carne dentro. O pimentão que eu comprei, ao contrário do que dizia a nota do mercado, era pequeno para quantidade de carne, então sobrou um pouco. Tampei o pimentão, espetando palitos de dente na tampa e no pimentão, para não abrir. Coloquei no microondas na opção cozinhar legumes, durante 10 minutos. Se não tiver esse programa, coloque na potência alta por 15 minutos e vá checando de vez em quando para não queimar. O arroz integral se cozinha da mesma forma que o arroz normal (não custa falar: refoga a cebola, acrescenta o arroz e deixa frita um pouco, adiciona de água o dobro da quantidade de arroz e sal à gosto, espera secar e pronto). Em poucos minutos, estava na tranquilidade do lar da minha mamãe, saboreando uma simplória e gostosa comidinha caseira, com direito a vinho e tudo. Só faltou a Ritinha! Volta logo mãe!!!

Almoçar em casa durante a semana é tudo de bom!