terça-feira, 10 de julho de 2012

Vinho quente e quentão

É quase impossível atravessar junho sem ir à uma festa junina. E festa junina acaba sendo sinônimo de vinho quente e quentão. Carros chefes das festas, são facílimos de fazer - é impossível dar errado. Para o vinho quente, coloquei na panela cerca de 500 gramas de açúcar4 maças picadas,  um punhado de cravos e um pauzinho de canela e deixei cozinhar até o açúcar caramelizar. Quando o açúcar caramelizou, adicionei 4 litros de vinho tinto seco barato e um pouco de água (cerca de meio litro) e deixei ferver. Depois que ferveu, deixei mais meia hora no fogo baixo. É melhor esquentar o vinho de vez em quando do que deixar direto no fogo, porque o álcool pode evaporar (o que a gente não que que aconteça de jeito nenhum!). Para o quentão, cozinhei 500 gramas de açúcar, um punhado de canela, um punhado de cravo, a casca de uma laranja e de um limão e um pedaço de cerca de 5 centímetros de gengibre. Quando o açúcar caramelizou, adicionei 2 litros de cachaça e 1 litro de água (se você preferir uma quentão mais fraquinho, adicione o dobro de água). Deixei ferver bastante, mais ou menos 1 hora (acho...rs), para pegar o gosto de tudo. Servi ambos em bules grandes, de 5 litros, mas dá pra servir diretamente da panela, com uma concha. Depois é só encher a caneca e correr pra fogueira!

A fogueira tá aí! O vinho quente e o quentão
ficarão para uma próxima foto :(