terça-feira, 18 de setembro de 2012

Caipirinha de limão

O nome do meu blog surgiu por causa de um apelido que um grupo de amigos me deu durante uma viagem à Barequeçaba em um feriado de carnaval há alguns anos (desnecessário revelar a quantidade de anos...rs). Nessa ocasião, eu devo ter feito umas 30 caipirinhas em um único dia, de sabores variados, que os presentes juram terem saído perfeitas. É claro que depois do quinto copo ninguém tinha muito discernimento para diferenciar uma caipirinha boa de uma ruim. Mas quem se importa? Aceitei o apelido mesmo assim e hoje ele dá nome a esse blog! Para fazer uma boa cairpirinha, a receita é praticamente a mesma, independentemente da fruta e da variação alcoólica utilizada. Eu, pelo menos, faço sempre do mesmo jeito e dificilmente dá errado. Aproveitei o churrasco de segunda na casa do Oswaldão para comprovar (e somente para comprovar!). Lavei um limão, cortei-o ao meio e retirei a parte branca que fica no centro de cada metade da fruta. Joguei essa parte do centro fora e sobraram quatro pedaços de limão. Cortei esses pedaços ao meio, coloquei no copo com uma colher de sopa de açúcar e esmaguei levemente com o socador. Segredo (ou não): não macete o limão, ele não merece tortura. Apenas esmague o suficiente para tirar o suco, senão os gomos se soltam e eu, particularmente, não gosto que isso aconteça. Enchi o copo de gelo, completei com cachaça e misturei um pouco com uma colher de sobremesa. Tem gente que gosta de bater em uma coqueteleira e coar. Também pode, vai da preferência de cada um! 

A tradicional Crispirinha! 
Tá dando uma sede...