quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Fajitas com arroz mexicano

Para dar boas vindas à minha mamis, que passou os dois últimos meses no exterior, preparei, a pedido da mesma, uma apetitosa e generosa Fajita. A fajita  é um prato mexicano feito com carnes grelhadas e servidas nas tradicionais tortillas. Dessa vez a gente incrementou com arroz mexicano. É bem simples de fazer, mas um pouco demorado, devido à variedade de carnes e acompanhamentos. Mas como a preparação da comida mexicana é bem rústica e descontraída, acaba sempre sendo uma diversão. Cortei em iscas cerca de meio quilo de contra  filé, filé de frango e lombo de porco e separei em vasilhas. Temperei cada uma das carnes com sal e pimenta do reino. No lombo, adicionei o suco de um limão. Reservei as carnes. Cortei ao meio, longitudinalmente, e depois fatiei, três cebolas médias, um pimentão verde, um vermelho e um amarelo. Em uma frigideira grande, bem quente, fritei cada uma das carnes separadamente em um fio de azeite, até ficarem ao ponto, mexendo de vez em quando. Durante a fritura da carne, fui tirando o caldo que se formava na panela e reservando em outro recipiente. Isso faz com que ela frite por igual, sem ficar dura. O frango e o lombo devem ser fritos até ficarem com a superfície dourada. Coloquei as carnes em um único recipiente e reservei. Na mesma frigideira, refoguei os pimentões em um fio de óleo. Quando estavam al dente, adicionei a cebola e o caldo da carne reservado. Tampei e deixei cozinhar até ficarem bem macios, mexendo de vez em quando.  Adicionei as carnes reservadas, misturei bem e deixei no fogo por mais ou menos 5 minutos (ou até as carnes ficarem quentes). Enquanto eu fazia a fajita, a Rita deu cabo do arroz mexicano: ela refogou meio pimentão vermelho, um tomate e uma cebola bem picados em um pouco de óleo. Quando tudo estava fritinho, adicionou duas xícara de arroz, um saquinho de molho de tomate e uma colher de pimenta tabasco. Misturou bem e adicionou cerca de duas xícara de água e deixou cozinhar até o arroz ficar macio. Para completar a orgia alimentar, a cunhada Karla fez sour cream e guacamole (cujas receitas você pode encontrar no post Chilli com carne). Ficou tudo tão divino que eu e o Julio não conseguimos voltar a pé pra casa depois da comilança. Tivemos que apelar para a carona do brother João. A escada, não teve jeito, tivemos que encarar. Ariba!!!

 Fajitas saindo do fogo!

Acompanhamentos indispensáveis! 
(Esqueci de tirar foto do arroz!!!)