quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

A cozinha não morde!

O que vou cozinhar amanhã? Com certeza algo que já está na minha geladeira, pois o meu lema atual é usar tudo, não desperdiçar nada (muito menos dinheiro). Quantas vezes trocamos nossa geladeira cheia, às vezes de comida pronta, pelo jantar no restaurante badalado com a amiga, a mãe, a irmã, ou até pelo delivery? Isso vai se repetindo ao logo do mês e o resultado é que  a geladeira continua cheia, mas a carteira, vazia. É verdade, encarar aquele franguinho grelhado xoxo todo dia desanima. Mas é possível dar vida nova a ingredientes normalmente sem graça da nossa despensa, sem gastar horrores ou passar horas cozinhando. Tenho me surpreendido com o que tem saído de improviso da minha cozinha nos últimos tempos. Às vezes muito mais do que com pratos meticulosamente planejados e preparados em ocasiões especiais. Condimentos, temperos, ervas, grãos, diferentes ou manjados, transformam ingredientes simples em pratos inusitados! Eu não sou grande conhecedora da arte culinária (longe disso!), apenas uma aventureira, como a maioria. Nem sempre a comida sai com a textura, a cor, o gosto, que eu espero, mas é tentando que se chega lá! Então, que tal encararmos mais nossa geladeira no dia a dia e tiramos o máximo proveito do que tem dentro dela? Que tal pensarmos duas vezes antes de nos rendermos ao restaurante japonês vizinho - como a Ritinha fez ontem, ao ver sua geladeira abarrotada de comida (situação que inspirou esse post)? Vamos lá gente, a cozinha não morde! Eu garanto que faz bem para o corpo, a mente... e o bolso. Cozinhar é compartilhar, experimentar, conviver. Encha sua taça de vinho e divirta-se!