quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Arroz de churrasco

O que fazer com aqueles pedaços abandonados de carne que sobram do churrasco nosso de cada dia? Não dá para congelar para o próximo churrasco e jogar fora dá dó. Para dar cabo dessas pequenas sobras, costumo fazer um mexidão de arroz, que batizei de arroz de churrasco. Que fique claro: as carnes devem estar cruas. Ainda não vi nenhum prato que aproveitasse carnes já assadas do churrasco do dia anterior ficar gostoso. As carnes ficam duras e secas e, provavelmente, só o totó vai gostar (se alguém tiver alguma receita mágica, por favor, compartilhe). Bom, as carnes remanescentes desse domingo foram contra filé, lombo de porco, linguiça apimentada e linguiça toscana. Também tinha um pouco do frango primavera do PF de sábado. Não fui tímida e reaproveitei tudo no meu arroz. Olha só que fácil. Tirei a pele e esmaguei com as mãos 2 linguiças apimentadas e 1 linguiça toscana. Fatiei finamente o contra e o lombo e temperei com sal e pimenta do reino. Fritei a linguiça em uma frigideira grande até ficarem mal passadas (rosa claro) e depois adicionei o lombo e o contra e procedi da mesma forma. Tirei as carnes da frigideira e usei o caldo que sobrou para refogar meia cebola e um dente de alho fatiados. Misturei as carnes novamente nesse refogado e acrescentei duas xícaras de arroz pronto e um ovo cozido picado. Completei com um punhado de pimenta caiena, misturei bem e desliguei o fogo. Devido à mistureba total, o prato dispensa acompanhamentos, o que o torna bem prático e ideal para uma segundona de preguiça.

Carnes de churrasco dando um brilho 
no arroz basiquinho