quinta-feira, 21 de maio de 2015

Férias da cozinha

Estou passando por uma fase que até então achei que fosse impossível acontecer na minha vida: a falta de vontade de cozinhar. A cozinha sempre foi o local para desafogar as mágoas, relaxar de um dia puxado ou simplesmente me divertir. Pensar, escrever, ler e falar sobre comida sempre ocupou grande parte do meu tempo e equilibrar as atividades profissionais e as divagações culinárias sempre foi um problema para mim. Mas, pela primeira vez na minha vida, não tenho tido a mínima vontade de encarar a cozinha ultimamente. Até passa pela minha cabeça uma vez ou outra durante o dia um possível prato para fazer à noite ou o menu do fim de semana. Mas na hora do vamos ver, só de pensar em passar no mercado, organizar e preparar tudo e depois ainda encarar a mega louça, tenho vontade de sair correndo! Pode ser normal e fazer parte do dia a dia da maioria dos mortais mas, acredite, nunca fez do meu. Ao contrário, planejar uma refeição sempre foi o meu maior deleite! Me preparar para receber os amigos no fim de semana então, impagável! Mas não estou me sentindo assim agora e isso, sinceramente, começou a me preocupar. Seria o cansaço, o acúmulo de coisas para fazer e para pensar, a maior exigência no trabalho, a razão desse marasmo culinário? Não sei, talvez seja tudo isso e talvez apenas uma fase. Quer saber? Melhor deixar pra lá e tirar umas férias da cozinha. Afinal, ninguém merece cozinhar sem disposição e sem vontade. O único resultado seria uma comida sem amor, sem cuidado, consequentemente, sem sabor. E isso, ninguém merece! 


Momentos de nostalgia enquanto a inspiração não volta...