quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Comida insossa

Eu não me conformo quando vou comer fora e a comida é totalmente insossa. Me sinto a maior palhaça do mundo por estar pagando por um prato com gosto de isopor. Gosto zero. Personalidade zero. E apresentação idem. Eu que cozinho por diversão e para consumo próprio tenho a maior preocupação em acertar no tempero, na textura e na consistência. Quando faço comida para vender, a preocupação é ainda maior. Cozinho, congelo, descongelo e experimento para ver se o resultado final é satisfatório. Distribuo para a família e amigos e peço para eles avaliarem. Pesquiso e estudo formas de tornar a refeição congelada mais saborosa e bonita. E a não congelada também. Por isso, acho inadmissível comer comida sem gosto em estabelecimentos cujo principal negócio é a comida. Entendo que por uma questão de saúde, aconselha-se o consumo moderado de sal. Mas e de cebola, alho e salsinha? Cominho, pimenta e louro? Qual é a desculpa para a ausência total de tempero? Já ouvi a explicação de que quem cozinha não experimenta. Hã? Nem o dono do restaurante? Ou seja, o cara vende uma coisa que nem sabe que gosto tem? Ou não sabe distinguir uma comida boa de uma sem graça? Não acredito nisso. Acredito que todo mundo sabe que a qualidade é duvidosa, mas simplesmente não se importa. Se tem quem compra, tá bom. Vejo que cada vez menos as empresas se preocupam com a qualidade do seu produto. Outro dia, comprei um saca rolhas que quebrou no primeiro uso. A parte de metal ficou dentro da rolha (quem lê pensa que era o incrível Hulk tentando abrir a garrafa de vinho). Fora a válvula do desodorante que não funciona ou o parafuso da prateleira que é fraco demais. A verdade é que vivemos na era do descaso, em todos os sentidos. O custo de tudo é muito alto e a qualidade é comprometida, em nome da economia. Inclusive no setor alimentício. Quem já não se frustou com aquela porção de seis unidades de pastel a R$ 40,00. Ou o chopp de R$ 10,90? Mas o pior de tudo mesmo é quando a comida cara tem gosto de ar. Desperdício de calorias. Sinceramente, prefiro não comer nada. 

Comida com gosto de nada é inaceitável!