quarta-feira, 11 de maio de 2016

Picadinho ao molho madeira apimentado com quinoa e vagem

Decidi dar uma cara nova ao tradicional picadinho com arroz e feijão, trocando o arroz pela quinoa e o feijão pela lentilha. A variedade de alimentos disponíveis no Brasil é tão grande, mas acabamos comendo sempre a mesma coisa! Nada contra a dupla superpoderosa mais amada pelos brasileiros. Só acho que com a variedade de ingredientes e técnicas de preparo dá pra ir muito além do arroz, feijão e batata de cada dia, entre outros manjadões. Então, lá fui eu para a cozinha feliz da vida em plena quarta-feira - trabalhei em casa hoje! - preparar esse picadinho updated. Em uma frigideira funda, refoguei 1/2 cebola roxa e 1/2 pimenta dedo de moça picada e 1 dente de alho laminado em 1 colher de chá de azeite. Quando tudo ficou douradinho, adicionei 1 pacote de 1/2 quilo de espeto de carne, desses embalados vendidos nos mercados (sem o espeto, claro). O melhor é usar uma peça de carne fresca cortada em cubos e temperada com sal e pimenta do reino. Mas a gente faz o que pode com o que tem... Fritei os cubos de carne por cerca de 10 minutos (0s cubos eram grandes), mexendo de vez em quando até o líquido da carne quase secar. Adicionei 2 colheres de sopa de farinha, misturei bem, até a farinha desaparecer, e 1 dose de vinho madeira (pode ser vinho tinto ou até água). Deixei no fogo por mais uns 5 minutos, mexendo sempre até a farinha se incorporar completamente ao líquido, formando um caldo grosso. Finalizei com 2 colheres de sopa de cogumelos paris em conserva. A quinoa, cozinhei só em água salgada por uns 15 minutos (2 xícara de água e 1 colher de chá rasa de sal para 1 xícara de quinoa). Fiz o mesmo com a lentinha, mas com o dobro de água e mais 2 folhas de louro. Para temperar, refoguei 1/2 cebola pequena e 2 dentes de alho picados em um pouco de óleo de milho. Acrescentei a lentilha cozida e 1/2 xícara de salsinha picada. Misturei tudo e deixei no fogo baixo, com a panela tampada, por cerca de 1o minutos. A vagem: lavei bem 1/2 quilo de vagem e reservei. Em outra panela (ai meu Deus, aja louça hoje!), refoguei meia cebola e 4 dentes de alho picados e depois juntei a vagem. Temperei com 1 punhado de sal e Salpiquei 1 colher de chá de sal e 2 colheres de chá de segurelha seca (é uma erva aromática como o tomilho, alecrim, etc. Contarei mais sobre ela em outro post). Adicionei 300ml de água, tampei a panela e deixei cozinhar no fogo médio por cerca 10 minutos (não gosto dela muito cozida, mas al dente). E foi isso! Deu pra variar sem radicalizar tanto e nem gastar uma fortuna e ainda garantir um almocinho caseiro nutritivo e delicioso! Fiquei feliz!

Parece o mesmo, mas não é!